‘Síndrome do coração partido’ pode causar danos duradouros à saúde, revela estudo

Em 04/10/2020

Tempo de leitura: 1 minuto

Os sintomas são semelhantes aos de um ataque cardíaco.

A “síndrome do coração partido” – que pode ser desencadeada por sofrimento emocional severo, como a morte de um ente querido – pode causar danos mais duradouros do que se pensava, os especialistas revelaram.

Cerca de 3.000 pessoas por ano no Reino Unido sofrem com a doença, também conhecida como síndrome de Takotsubo, de acordo com a Press Association. Os sintomas são semelhantes aos de um ataque cardíaco e a doença, que afeta principalmente mulheres, geralmente é diagnosticada no hospital.

Até agora, pensava-se que o coração se recuperou totalmente da síndrome, mas uma nova pesquisa sugere que o músculo realmente sofre danos de longo prazo. Isso poderia explicar por que as pessoas com a síndrome tendem a ter apenas a mesma expectativa de vida que aquelas que sofrem um ataque cardíaco.

A pesquisa, financiada pela British Heart Foundation (BHF), foi publicada no Journal of the American Society of Echocardiography.

Uma equipe da Universidade de Aberdeen, na Escócia, acompanhou 52 pacientes de Takotsubo ao longo de quatro meses. Eles usaram ultrassom e ressonância magnética cardíaca para observar como o coração dos pacientes estava funcionando.

Os resultados mostraram que a síndrome afetou permanentemente o movimento de bombeamento do coração, atrasando o movimento de torção ou ‘torção‘ feito pelo coração durante um batimento cardíaco.

O movimento de compressão do coração também foi reduzido, enquanto partes do músculo cardíaco sofreram cicatrizes, o que afetou a elasticidade do coração e o impediu de se contrair adequadamente.

 


Tags: BHF, British Heart Foundation, Danos duradouros à saúde, Journal of the American Society of Echocardiography, Síndrome de Takotsubo, Síndrome do coração partido, Takotsubo, Universidade de Aberdeen