Tráfico de animais: Operação prende 3 e apreende 179 aves silvestres

Em 06/09/2020

Tempo de leitura: 1 minuto

O Batalhão de Polícia Ambiental (BPAmb) apreendeu 179 aves silvestres de várias espécies e prendeu três suspeitos, na manhã deste sábado (05Setembro2020), em nova fase da Operação Voo Livre, realizada na cidade de Guarabira (PB).

O trabalho tem o objetivo de combater o tráfico de animais silvestres no Estado da Paraíba.

A operação aconteceu na feira do município, que foi cercada pelos policiais militares do BPAmb logo no começo da manhã.

Dos presos, um foi por expor à venda espécies da fauna silvestre e recebeu multa no valor de 9.500 reais.

O segundo foi preso por ter as aves em cativeiro e a ele foi aplicada multa de 7.500 reais.

A terceira prisão foi de um homem que tentou obstacular a fiscalização.

Os animais apreendidos na operação estão sendo levados para a sede do Batalhão de Polícia Ambiental, em João Pessoa, e de lá serão encaminhados para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS), em Cabedelo (PB).

Os presos foram apresentados na Delegacia de Polícia, em Guarabira (PB).

Punições

Ter em cativeiro, vender, expor à venda, adquirir ou mesmo guardar animais silvestres é crime, com pena de seis meses a um ano de detenção.

Quem é flagrado recebe multa no valor de 500 reais por cada animal apreendido com ele. Se a espécie for ameaçada de extinção, a pena é aumentada e a multa pode chegar a 5 mil reais por cada animal.


Tags: Animais apreendidos, Aquisição de animais silvestres, Batalhão de Polícia Ambiental PB, BPAmb, Cativeiros ilegais de animais silvestres, Centro de Triagem de Animais Silvestres, CETAS, Criação de animais sem licença, Guarabira PB, Guarda animais silvestres, Operação Voo Livre, Operação Voo Livre da Independência, PM-PB, Tráfico de animais, Venda de animais silvestres