Saiba como descartar óleos de cozinha corretamente

Em 15/10/2020

Tempo de leitura: 1 minuto

Descarte incorreto pode causar sérios danos ao meio ambiente e prejudicar o encanamento das residências.

O descarte incorreto dos óleos comestíveis – usados em grande escala em casas, lanchonetes e restaurantes – pode causar sérios danos ao meio ambiente.

Em João Pessoa, a Autarquia Municipal Especial de Limpeza Urbana (Emlur) recebe os produtos usados e faz o descarte correto ou doa a empresas que reutilizam o material.

A coordenadora do Departamento de Valorização e Recuperação de Resíduos Sólidos (Devar) da Emlur, Carol Estrela, orienta que, após o uso do óleo comestível, a população deve armazená-lo em um recipiente com tampa, a exemplo de uma garrafa de vidro ou uma garrafa PET.

É importante que todos tenham cuidado no descarte desse produto. O descarte em pias, ralos ou bueiros podem prejudicar o encanamento das residências e, posteriormente, contaminar milhares de litros de água, causando danos ao meio ambiente”, explica.

Depois de cheio, o recipiente usado para armazenar os óleos deve ser destinado à coleta seletiva ou empresas que trabalhem no reuso desse material.

Em João Pessoa (PB), a população também pode entregar a garrafa na sede da Emlur. “Com essa atitude simples cada um pode descartar adequadamente esse produto que tem grande potencial de contaminação”, reforça Carol Estrela.


Tags: Autarquia Municipal Especial de Limpeza Urbana, Coleta seletiva, Departamento de Valorização e Recuperação de Resíduos Sólidos, Descarte de óleo de cozinha, Devar, Emlur, Óleo comestível, PMJP, Sustentabilidade