PF desativa 7 garimpos ilegais, resgata 40 trabalhadores e apreende R$ 600 mil em ouro

Em 20/11/2020

Tempo de leitura: 1 minuto

A Polícia Federal desativou sete áreas de garimpos clandestinos e resgatou cerca de 40 trabalhadores que viviam em regime análogo à escravidão durante operação realizada no sudoeste do Pará na manhã desta sexta (20Novembro2020).

A ofensiva foi batizada de Napuru e cumpriu ao todo nove mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça Federal em Redenção.

Durante a ação, duas pessoas foram presas em flagrante. Além disso, os agentes apreenderam apreensão de R$ 97.055,00 em espécie, dois quilos de ouro – avaliados em aproximadamente R$ 600 mil -, 11 retroescavadeiras, um caminhão caçamba, bombas de água e apetrechos de garimpo.

O dano ambiental ainda será quantificado pela perícia da PF.

42 agentes da corporação participaram da ação, que contou ainda com acompanhamento do Ministério Público Federal e o Ministério Público do Trabalho.

Os crimes investigados são de usurpação de bens da União, crimes ambientais, redução à condição análoga de escravo e lavagem de dinheiro, com penas que podem alcançar 26 anos de reclusão e multas, informou a PF.


Tags: crimes ambientais, dano ambiental, garimpo ilegal, garimpos clandestinos, Justiça Federal, Lavagem de dinheiro, Ministério Público do Trabalho, Ministério Público Federal, Operação Napuru, Ouro, Pará, Polícia federal, Redenção (PA), regime de escravidão, usurpação de bens da União