Igreja aprova oração e novena pela beatificação de Dom Henrique Soares

Em 16/09/2020

Tempo de leitura: 2 minutos

Decreto da lavra do bispo da Diocese de Caruaru (PE), Dom José Ruy Gonçalves Lopes, oficializou a oração de intercessão pela beatificação de Dom Henrique Soares da Costa. O prelado que faleceu no dia 18 de julho, aos 57 anos, vítima da Covid-19, era o bispo da Diocese de Palmares (PE).

Também foi publicada, nesta terça-feira (15Setembro2020), junto com a prece de intercessão a dom Henrique Soares da Costa, durante o encerramento da Festa de Nossa Senhora das Dores, padroeira de Caruaru, a “Novena do Seguimento de Cristo”.

O texto litúrgico propõe um roteiro de orações e meditações inspiradas no legado do bispo. Assim como a oração de beatificação, a novena é para uso privado dos fiéis. “Que por intermédio dessas orações possamos daqui a cinco anos iniciar o processo (de beatificação) de dom Henrique. Essas orações servirão para que cada pessoa reze por ele, mas também pelo seu padre e dos bispos pedindo a conversão e a santificação de todos nós”, afirmou Dom José Ruy.

A Igreja recomenda que as graças alcançadas por intercessão de dom Henrique sejam informadas por meio do e-mail freiruy@hotmail.com.

Biografia  

Dom Henrique Soares da Costa nasceu no dia 11 de abril de 1963 no município de Penedo, no Estado do Alagoas. Aos 18 anos de idade ingressou no Seminário de Maceió e em 1984 concluiu o bacharelado em filosofia pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL).

No período de 1985 a 1989 foi noviço no Mosteiro de São Bento, na cidade do Rio de Janeiro, e no Mosteiro Trapista de Nossa Senhora do Novo Mundo.

Regressou para o Seminário de Maceió, em 1990 onde iniciou a faculdade de Teologia. No ano seguinte, foi para Roma e concluiu a Teologia na Pontifícia Universidade Gregoriana, com mestrado em Teologia Dogmática.

Foi ordenado sacerdote no dia 15 de agosto de 1992. Como sacerdote, foi reitor da Igreja Nossa Senhora do Livramento, em Maceió, de 1994 a 2009 foi professor de teologia no Seminário Provincial de Maceió e no Curso de Teologia do Centro de Estudos Superiores de Maceió. Também foi professor no Instituto Franciscano de Teologia, em Olinda (PE), e no Instituto Sedes Sapientiae, no Recife.

Foi membro do Conselho Presbiteral da Arquidiocese de Maceió, do Cabido Metropolitano e do Colégio de Consultores. Ainda foi Vigário Episcopal para os leigos e coordenador da Comissão de Formação Política e responsável pelos diáconos permanentes e pela escola diaconal arquidiocesana.

Em 1º de abril de 2009 foi nomeado pelo Papa Bento XVI como bispo auxiliar da Arquidiocese de Aracaju. Foi ordenado bispo no dia 19 de junho de 2009, por dom Antônio Muniz Fernandes, Arcebispo de Maceió. Seu lema episcopal era “In Christo Pascere” (“Apascentar em Cristo”).

No dia 19 de março de 2014, o Papa Francisco o nomeou bispo da Diocese de Palmares. No Regional Nordeste 2 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB NE2) foi presidente da Comissão Regional Pastoral para Cultura e Educação.


Tags: Cabido Metropolitano, Colégio de Consultores, Conselho Presbiteral da Arquidiocese de Maceió, Curso de Teologia do Centro de Estudos Superiores de Maceió, Diocese de Caruaru (PE), Diocese de Palmares (PE), Dom Henrique Soares da Costa, Dom José Ruy Gonçalves Lopes, Estado do Alagoas, Festa de Nossa Senhora das Dores, Instituto Sedes Sapientiae, Mosteiro de São Bento, Mosteiro Trapista de Nossa Senhora do Novo Mundo, Padroeira de Caruaru, Pontifícia Universidade Gregoriana, Seminário Provincial de Maceió, Teologia Dogmática, UFAL, Universidade Federal de Alagoas